Como ajudar alunos TDAH na volta às aulas

No Brasil aproximadamente 5% das crianças e adolescentes entre 10 e 16 anos são diagnosticadas com déficit de atenção, especialmente nesta fase, o preparo para que o desenvolvimento aconteça naturalmente são essenciais.
Via: Segs

Família e amigos contribuem no desenvolvimento, mas os cuidados também começam em salas de aulas, por isso a capacitação dos professores são tão importantes no processo de aprendizagem.

Visando dar um exemplo de cidadania e melhorar o relacionamento dos professores com os alunos com TDAH, a única escola especializada da América Latina em TDHA, Recreio Cristian School, propõe gratuitamente aos professores da educação pública a capacitação especializada para que o preparo seja cada vez maior nas salas de aula e que os alunos estejam cada vez mais envolvidos.

A escola também prioriza o aprendizado individual de cada aluno, além das matérias tradicionais, eles também são encontram a oportunidade de interagir com aulas de multimídia, cinema, coral e jiu jitsu. Este método de ensino contribuí positivamente com o processo de aprendizagem.

Este modelo tradicional aplicado na RCS contempla com ambientes e atividades diferenciadas, no qual o professor é o facilitador do processo ensino-aprendizagem, favorecendo o espaço de interlocução e socialização. Além disso, há a instrução bilíngue, que favorece a aquisição total na língua inglesa, em 50% do ensino, ensejando preparação para Universidades brasileiras e internacionais.

Com a volta às aulas, a escola visa contribuir com a bagagem curricular dos educadores e enriquecer o conhecimento de quem deseja aprender a lecionar para alunos com TDAH.

Saiba mais sobre Recreio Christian School:

Escola bilíngue cristã, localizada no bairro do Recreio, Rio de Janeiro/Brasil. Tem como objetivo proporcionar educação para alunos do 6º ano ao 3o ano do Ensino Médio.

A instituição opera com foco internacional, prepara os alunos de 11 a 16 anos para estudarem no exterior, bem como nas melhores universidades do Brasil.

Na RCS, apenas não se fala o inglês nas aulas de História e Português. A língua americana está presente em todas as disciplinas e para os estudantes que ainda não são fluentes, a direção se preocupou em implantar aulas de reforço.

Os alunos contam também com frequentes visitas de representantes americanos da EducationUSA para orientações dos mais diversos tipos de programas de estudo nos Estados Unidos.

Para incentivar a ação social, a escola bilíngue fundada pelo pai dela treina gratuitamente professores da Rede Pública de Ensino de várias partes do pais,além dos paises vizinhos, visando dar um exemplo de cidadania e melhorar o relacionamento dos professores com os alunos com TDAH.

Pesquisa e números sobre TDAH:

Cerca de 5% das crianças e adolescentes brasileiros tem TDAH, mas aproximadamente 250 mil delas não sabem que sofrem os efeitos do transtorno.

Outro estudo feito pela Associação Brasileira de Psiquiatria revela ainda que menos de 20% das pessoas com Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) são tratadas no Brasil.

A falta de assistência custa aos cofres públicos mais de R$ 1,8 bilhão por ano, consequência dos gastos com a repetência escolar.

Já para o Instituto de Medicina Social da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, nos últimos 10 anos, a importação e produção de Ritalina, medicamentos indicados para tratamento de déficit de atenção, cresceu 373% no País, o que impulsionou um aumento de 775% no consumo da droga.

No Estados Unidos o índice também é alarmante. No ano passado, 10,4 milhões de jovens até 18 anos foram diagnosticados com a doença. Um aumento de 66% nos últimos 10 anos.

Na França esse índice não ultrapassa 0,5%, porque os psiquiatras e escolas francesas vêem a síndrome como característica psico-social e preferem tratar sem medicamentos, apenas com psicoterapia e aconselhamento familiar.

No Brasil, a primeira instituição de ensino bilíngue, destinada a alunos com déficit de atenção, tem a proposta de reverter este quadro alarmante de repetência escolar e o baixo índice de aprendizado.

Fontes:

Baixe gratuitamente o e-book 26 DICAS DESCOMPLICADAS PARA AJUDAR O TDAH EM FAMÍLIA.
Baixe Aqui: http://bit.ly/ebooktdahdescomplicado

O programa Meu TDAH já ajudou várias mães a lidarem com seus filhos TDAH em casa e na escola. Inscreva seu e-mail para saber mais e ficar por dentro da próxima turma: http://www.meutdah.com

Siga nosso canal de notícias do Telegram: https://t.me/tdahdescomplicado

Siga nossas redes sociais:
www.tdahdescomplicado.com

Instagram: www.instagram.com/tdahdescomplicado
Facebook: www.facebook.com/tdahdescomplicado
YouTube: www.youtube.com/tdahdescomplicado